segunda-feira, 22 de setembro de 2008

O tempo é implacável


Você veja bem. A coisa mais implacável do mundo é o tempo e geralmente nos deixa piores do que éramos antes. Agora, não sabemos se é porque pioramos mesmo ou porque vieram outros melhores.

Vinícius de Moraes que o diga. O grande poeta tinha a fama de pegador. O público e a crítica chegaram a contar quantas musas ele teve, chegando ao considerável número de nove. Isso sem levar em consideração as vagabundas e pistoleiras que cruzaram sua vida e que, é claro, ele tirou sua lasquinha. Mas esse NOVE ficou na minha cabeça. A sétima da lista - que conhecendo umas e desconhecendo outras, imagino ser composta só por mulheres, no mínimo, gostosas – é a baiana Gessy Gesse. Morena linda de traços exóticos, foi musa de Vinícius em incontáveis poesias e letras. Ah, sim, ela também sucumbiu ao tempo, aquele mesmo que eu mencionei no início. A cidadã hoje é horrenda.

Mas quem sou eu? Se Vinícius de Moraes, que é quem é, pegou e aprovou, quem sou realmente? E olha que ele largou tudo no Rio pra vir morar aqui em Salvador com ela, numa casa de 400m2 em Itapoã. Aliás, um parêntese aqui: “ahhh, itapoã, nunca mais foste a mesma”. Fim do parêntese. As músicas e poemas? Tarde em Itapoã, Regra Três, Morena Flor, E Por Falar em Saudade, A Casa, dentre outras.


O romance durou cerca de 7 anos, porque Moraes que é Moraes vai atrás de outra musa pra cumprir seu destino inexorável. A casa ficou, e se você quiser fazer o mesmo que Vinícius fez durante anos é só pagar: a noite de núpcias no local sai por míseros R$400. Isso só é possível porque hoje a casa pertence a um hotel e é chamariz de luxo para visitantes. E o tempo, meus caros, só é amigo dos mortos.

*foto da escultura em bronze de Vinícius de Moraes, localizada no bairro de Itapoã em Salvador.

12 comentários:

Sunflower disse...

è o que acontece depois q deflora-se a Menina com uma flor.

beijas

E tá, fim dos tempos é uma bosta, mas todo o resto é muito bom. Ainda acho que foi o abuso dele de colocar o Mark como bonzinho. Mas, como sempre, eu salvo o dia.

Mais beijas

Bruno Porciuncula disse...

No tempo em que era "bom, passar uma tarde em Itapuã...". Hoje em dia, aquilo está um lixo!!

E o poetinha era foda: baixinho, gordinho e pegador!!

sandro caldas disse...

Bom, depende da pessoa. O tempo tanto pode regenerar, quanto destruir. Se falarmos da beleza física, aí, sim, não há jeito (embora algumas pessoas possam ficar mais belas com o passar dos anos). Mas se falarmos de personalidade e amadurecimento, aí são outros 500.

Mwho disse...

Cara,
Você é uma enciclopédia!

alvarêz dewïzqe disse...

Implacável, como seu texto, não tem como evitar pensar sobre o assunto.

Celine disse...

hehehe...

Eu nem sei se sou musa de alguem..
;(
ó vida cruel.

Marcio Melo disse...

É meu velho, a musa digievoluiu e se transformou num Bulbasauro hahahaha

RAMON(ES) disse...

Podia ser pior, ele podia ter pego Yoko Ono.
ahhaahahah

Larissa Santiago disse...

(nem li ainda o texto)
mas preciso tecer um comentario sobre seu Twitter: QUE calor eh esse mermaoo?????

Larissa Santiago disse...

ahhh
eu a vi na reportagem da ultima Muito!
ela tah véiaaaa... mas uma vez musa, sempre musa!
;)

Garota no hall disse...

Olha, não sabia dessa escultura. Tem até pancinha e tudo, hehehe. A exposição sobre a Bossa Nova na Oca, em São Paulo, estava linda. Digo estava porque não sei se já acabou, iria até meados de setembro.
Bjo!

Anônimo disse...

se existe péssimo poeta...então considero o vinícius como tal...utilizar musas como inspiração para escrever coisas bonitas é fácil; quero ver o barriguinha de chope fazer o mesmo com as feias...