sexta-feira, 4 de abril de 2008

Equação sem vencedores

Questão polêmica essa do sistema carcerário brasileiro. É falido, falho e não recupera ninguém. Isso ai qualquer bobalhão sabe. Basta ter assistido Carandiru e aos noticiários da televisão.

Aqui na Lemos Brito a situação, meus caros, é mais do que precária. Aquilo ali já se transformou num verdadeiro barril de pólvoras. Estive lá há alguns anos e constatei a triste realidade que só agora deputados estão encarando: estão encabeçando uma CPI para analisar de uma vez por todas o sistema penitenciário brasileiro. Aquele lugar é tudo menos um sistema fechado, incorruptível e sem falhas. Para fugir de lá é só querer, pois os portões e muros são extremamente frágeis e a segurança de quem visita é ameaçada facilmente. Aliás, a revista de visitantes é hilária. Os policiais só abrem o porta-malas do carro na entrada e na saída. Nada de revistar as pessoas. Nada.

E lá dentro você só vê pessoas amontoadas e algumas muito poucas trabalhando, muito pela falta de espaço que a própria diretoria dispõe aos presos. Quem trabalha tem um pouco mais de chances. Quem não faz nada o dia todo tem quase 0% de chance de sair dali e voltar a ter uma vida “normal”.

E o maior problema de tudo isso (leia mais nos links abaixo) é quem paga o ônus da nossa precariedade: povo. Simples como uma conta de somar sem as casas decimais, essa equação não tem vencedores, somente perdedores. Se o Estado não consegue lidar com os presos, boa parte deles sai e não tem perspectiva de vida, ou seja, volta à bandidagem. Mais simples ainda: quanto mais dinheiro nós gastarmos na recuperação, menos eles voltarão à criminalidade. Simples assim.

Agora pergunte o que vai realmente acontecer dessa CPI. Preso não vota.

Saiba mais:
Deputados constatam caos na Lemos Brito
Direitos Humanos e Sistema Penal

Os custos do crime

2 comentários:

Ana disse...

Parabéns pela iniciativa!
O blog é muito bom!

Marcela disse...

O pior eh q a proposta da estrutura fisica de lah eh sem falhas!! o modelo dela eh reconhecido mundialmente!! uma pena q o principio basico p/ o seu funcionamento nao eh respeitado: UM preso por cela. Por aqui isso parece ateh piada, ne?!