terça-feira, 4 de novembro de 2008

Festa de Baiano

Num âmbito tradicional e cotidiano, a típica festa de baiano se repete praticamente igual em qualquer lugar da cidade e do Estado. Para quem não é daqui, é capaz de não saber, mas o baiano adora festejar qualquer coisa, desde aniversário, até formatura de high school e ovações a santos e orixás. E, par a isso, gosta mais ainda de economizar nos comes e bebes.

A hospitalidade é conhecida nacionalmente, mas não confunda isso com “mão aberta”. Baiano é o cidadão mais miserável que existe quando o assunto é dinheiro. Numa festa não é diferente. Tirando os típicos salgadinhos e doces ao estilo buffet, o típico festejo da Bahia é regado a Caruru, Feijoada ou qualquer outra comida que se faça numa panela de meio metro e que dê pra meia cidade. É, porque nesse tipo de comida é barato e todo mundo come. Óbvio, precisa nem dizer, que todo mundo gosta e sai falando bem.

O principal prato, no entanto, é mesmo o caruru. Eu já falei aqui rapidamente, certa feita, sobre o Caruru, essa iguaria típica daqui e que arrebata corações. O baiano adora porque, primeiro é com dendê (e tudo com dendê é saboroso) e segundo porque não é preciso muito dinheiro para fazer. Qualquer feira de esquina tem quiabo barato, mas tem que saber escolher. Cozinhar é difícil, mas com o tempo pega-se a prática e, além disso, toda família baiana razoavelmente grande tem uma secretária do lar (empregada, porra!) de longa data que sabe fazer tudo na cozinha, principalmente comida típica. Para acompanhar, tem de tudo: arroz, acarajé, vatapá, farofa de dendê, feijão fradinho, rapadura, xinxim de galinha, banana frita e muito mais.

Mas o Caruru não é simples assim quando falamos da sociabilidade. Numa festa de baiano, é comum chamar todo mundo que se conhece para dar um quorum legal e todo mundo sair falando bem, outro ponto importante do nascido na Bahia: gosta que falem bem da comida dele. No caso da iguaria de quiabo, existem várias “desculpas” para se fazer. O mais famoso é o Caruru de 7 meninos, em que faz-se o prato 7 meninos comerem. É uma tradição típica da Bahia, já que une santos católicos e orixá do candomblé. O dia é 27 de setembro e nem só crianças comem, pois é extremamente comum nesse dia famílias fazerem Caruru em homenagem aos santos gêmeos ou ao orixá ou aos dois. E todo mundo come.

Mas também existem outros Carurus famosos, como o de Santa Bárbara, mas também se pode oferecer a iguaria a qualquer coisa, como falei anteriormente: de formatura a um simples aniversário. Tem também o Caruru da Semana Santa, uma bela de uma contradição católica que só poderia ser vista aqui na terrinha, pois a comida é de candomblé e ingerida numa festa (uma das maiores) católica – é assim muito pelo fato de que num determinado dia da Semana Santa, como todos sabem, não se come carne. O Caruru faz companhia à moqueca de qualquer coisa que se faz nesse dia.

Outras comidas típicas oferecidas em qualquer festa de baiano: maniçoba (uma das comidas mais difíceis de fazer), feijoada, cozido, dobradinha e sarapatel.

12 comentários:

Flávia B. disse...

comida de baiano é bem parecida com comida de paraense (yo). AMO.

Tô dentro da próxima festa :D

Beijos!

sandro caldas disse...

Caruru é demais! Amo, com tudo que tenho direito! Viva a África!

Sunflower disse...

mentira que maniçoba é paraense.

mas, sim, a flávia tem razão, as macumba da bahia é muito parecida com as pajelança de Belém.

O sincretismo religioso é muito presente nos dois, o folclore e, lógico, a comida.

beijas

Leonardo Araujo disse...

Dias atrás comi um caruru que minha tia fez. E teve rango para os sete meninos antes de todo mundo. E nada pode ser servido até que eles terminem. É a Bahia!

Leonardo Araujo disse...

Dias atrás comi um caruru que minha tia fez. E teve rango para os sete meninos antes de todo mundo. E nada pode ser servido até que eles terminem. É a Bahia!

Frente disse...

Todo mundo gosta. É lei na Terrinha.
beijos

Sara Modenesi disse...

Eu quero o caruru, a banana frita, o sarapatel. Eu quero a Bahiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! To com saudade. Hoje já acordei chorando por sentir falta desse povo tão canguinha e gente boa!
Beeijos.

Caroline W disse...

Adoro xinxim de galinha e bobó de camarão. São as comidas baianas que mais gostom, mais do que caruru ou moqueca.

RAMON(ES) disse...

Porra man, vc tem que escrever um livro na moral. Ninguém entende mais sobre a Bahia do que vc.
eheeheheh

Celine disse...

Adooooooro caruru, vatapá, arroz branco e uma coca cola beem gelada..sem contar as crianças correndo pela casa.
hehe

beijosssss

Garota no hall disse...

Hum, se leva carne na receita, não como. Só ser um peixe, molusco ou camarão (caramba, esqueci a que espécie pertence esse bicho). Bem, mas posso abrir uma exceção, hehehe.

Marcela disse...

nao sou mto fa do caruru, mas sou completamente apaixonada por vatapa!!!!

=**************************, =B!!