quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Diálogos do Cotidiano - 10 meses

- Meu Deus!! Que bolsa linda!
- Pronto. Fudeu.
- Mas que coisa mais fofa essa bolsa... Tá vendo, Fernandinho!? É desse tipo que eu gosto.
- Beleza. É uma bolsa bonita. Só isso. Vamos.
- Só isso? Você tá de brincadeira. Essa bolsa aqui, com esse preço... Só no camelô. E essa é original! Maravilhosa!!
- Vai comprar ou não?
- Peraê...
- Se tá barato então leva.
- Barato não tá, somente...
- Você disse que tava barata
- Não, não... Esse preço que é um estouro, mesmo assim é pouco pela magnitude da bolsa.
- Limpa o canto da boca. Babou a porra toda
- Babo mesmo. Alguma coisa contra?
- Nada não. Só acho que você não precisa criar esse laço afetivo com uma porra de uma bolsa preta. Agora fica ai babando e vai ter que comprar, senão não consegue dormir.
- Mas ela pede...
- Ela pede pra você dar nela 300 conto? Pelo amor de Deus!
- Olha quem fala! Mês passado você deu 150 conto naquela camisa feia do Chelsea.
- Feia não. É bonita, eu gosto, paguei e pronto. Não fico ai namorando com a porra da bolsa e me olhando no espelho me achando a Paris Hilton. Já disse. Você agora não vai sossegar enquanto não comprar a maldita
- Pensando bem... 300 reais divididos em 10 vezes dá 30 por mês... Hm...
- Ainda vai fazer dívida.
- É sem juros.
- É? E essa bolsa que você tá usando? Comprou quando?
- Tem 2 meses, porque?
- Aposto que pagou em 10 vezes também.
- É, paguei mesmo. E a calça também, o relógio...
- Faz assim. Daqui a 10 meses a gente volta aqui e se você ainda estiver afim da bolsa eu pago.
- Mesmo?
- Tô lhe dizendo. Agora vamo ali que eu tô afim de comprar aquela camisa nova do Barcelona.

9 comentários:

Larissa Santiago disse...

eh issooo
gostos diferentes, mas desejos `iguaiszinhoss`

Mwho disse...

Confesso que me identifiquei um pouco...
Andei comprando umas camisas de times de futebol e tive que engolir algumas bolsas...

Andréa Motta disse...

O texto ficou sensacional!!!! Dei boas risadas com ele.
Eu não conhecia seu blog, mas passei por aqui a fim de agradecer pela sua visita e pelo seu comentário em meu blog. Sobre o livro que eu sugeri lá ( O Doente Imaginário), aqui no Rio de Janeiro ele é vendido por cerca de dez reais; imagino que por aí também seja encontrado por um bom preço! Um abraço!

SAMANTHA ABREU disse...

mulheres...
hehehee

Sunflower disse...

ô, tá, sou mulher, sou cheia de mulherzices. Gosto de saia, vestido, sandália de salto, e surto se vejo um prospectivo de celulite.

Mas, uma coisa que não sou é influenciavel por marca ( e olha que bacheraladamente sou publicitária). E ultimamente, juro, gosto de comprar em feira. É tudo feito em um e vc se sente ajudando o pequeno comerciante.

Ah, blusa de futebol tb compro em feira.

beijaaa

sandro caldas disse...

Grande!!! Comentando o post passado: Caymmi foi fndamental para o mundo.
Comentando esse post: para enteder as mulheres, só nascendo mulher...e olhe lá!

Marcela disse...

hauhuahuahuauhua... eu já ouvi isso em algum lugar... =P

Bjao!!!!

alvarêz dewïzqe disse...

que comédia hein hehe

Anônimo disse...

Esse Rodrigo Carreiro é bom pa caralho.

O cara escreve do jeito que fala (eu não o conheço, mas imagino) , num rigor esculhambativo impressionante, o que arranca riso até de quem ta velando o morto, sob remuneração.

Esta crônica dos 10 meses é hilária. A impressaão que se tem dela é de uma passagem que aconteceu com o leitor que a está hora lendo.

Muito bom, esse cara. Ganhou em mim mais um leitor.

Luis Gabriel
(lugab@bol.com.br)